terça-feira, 7 de julho de 2009

Príncipes... mas pouco.


Há duas espécies de sapos...

Os que nunca deixarão de ser sapos e os que nunca chegarão a ser príncipes.

Afinal, talvez não passe da mesma espécie.

6 comentários:

ManUel disse...

não é tudo a mesma coisa????

Tudo de mim. Ou quase. disse...

Pois está claro que é tudo a mesma coisa, Manuel...

Tudo de mim. Ou quase. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tite disse...

Pelo sim, pelo não...
mais vale um sapo na mão do que dois a voar. rsrsrsrs

Observador disse...

Desculparás mas há, ainda, um outro tipo de sapo: o que tem ADSL...

;)

Tudo de mim. Ou quase. disse...

C'um mil raios! Não me lembrei desse... Mas esse sapo não conta para as estatísticas.