quarta-feira, 8 de julho de 2009

Ainda...



Eu sei que não me sentes. Não me sentes, eu sei.


Mas o ar continua a fazer remoinhos e ainda sinto o teu sopro no peito. Brando e violento.


Nú. Meu.

2 comentários:

opinião própria disse...

Inspirador... e apelativo.

Observador disse...

Inspirador e, com este tempo, transpirador.