quinta-feira, 9 de julho de 2009

Aquilo que não sabes.


Há tantas coisas que tu não sabes...
Não sabes que às vezes sou pequena.
Não sabes que hoje tive novamente cinco anos.
Não sabes que hoje dancei num rodopio sem fim...
Não sabes que hoje masquei pastilhas que deixam a boca azul.
Há tantas coisas que não sabes...

Nem sabes que te quero... assim.
Em mim.

4 comentários:

ManUel disse...

eu até te estava a levar a serio até saber que ficas com a boca azul !!!

sinceramente... :P

Tudo de mim. Ou quase. disse...

Ahahahah
Manel:
quem dera a mim nunca ter que levar nada a sério...

E as pastilhas são óptimas. Devias experimentar... :P

Observador disse...

Um regresso a algum passado marcante, saudoso?

Gostei.

Bj

Tudo de mim. Ou quase. disse...

O passado, quando bom, é sempre saudoso e marcante. Não sei se poderei chamar aquilo que escrevi de regresso ao passado...
Há coisas que nunca se perdem do tempo e não deixam de ser presente.
É por isso que me recuso a crescer em relação a algumas coisas. Prefiro continuar pequenina.
E dançar num rodopio que me deixe tonta e mascar pastilhas azuis.

Beijinho