sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Eis que volto ao silêncio. Recorrente. (Des)Conforto...




Nada te direi, pois então. Que as palavras estão gastas e pouco sentido fazem. Nada direi. Deixarei que cada palavra morra em mim e se transforme em ar comprimido de encontro ao peito. Nada direi e com isto digo tudo.


Mas sinto...

7 comentários:

Observador disse...

Não seria preferível deixar saír o que sentes?

Bj

Tudo de mim. Ou quase. disse...

A.:

Não consigo, não consigo. Sinto que posso ter tudo mas, mesmo assim, isso não me chega... Que poderia dizer acerca disso? Sinto que as palavras se perdem de mim.

Tudo de mim. Ou quase. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Little John disse...

Por mais voltas que dás, não querendo dizer nada, acabas a dizer tudo!:)

Beijinhos

Walker Woman ツ disse...

Escreves tudo, Sentes Tudo só te falta verbaliza-lo ;)

Beijito*

Pedro Branco disse...

Dá-me o teu silêncio...
Essa cicatriz em nós guardada
Como quem sabe que se chora de noite
Para sorrir de madrugada

Dá-me o teu silêncio...
Potente e cruel manto de gritos
Como quem adormece na lava do tempo
E acorda nos sonhos mais interditos

Dá-me o teu silêncio...
Diz-me tudo o que é teu
Sabes bem que dos passos da tua voz
Invento um manto que faço só meu

disse...

Gostei muito do teu blog e gostei muito da forma como te expressas :)

Beijinhos