quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Há dias assim.








Podia arranjar-me e sair um bocado. Tomar um café. Ou ir ver aquele filme que estreou e que deve ser interessante. Podia continuar a ler aquele livro cujo marcador está na mesma página há dias...

Podia simplesmente telefonar a alguém e dizer que às vezes a vida é uma treta,que isto de ser gaja forte é uma grande merda e há coisas que doem. Há coisas que doem para cara***.
 Hoje não me apetece nada. Não me apetece ouvir. Não me apetece falar mais. Não me apetece pensar ou sentir. Não me apetece comer. Não me apetece. Hoje não. Amanhã. Amanhã é outro dia.

E o amanhã é sempre melhor, não é?



 
Eu prometo que amanhã vou pensar (mais) em mim.
 
 
 

2 comentários:

Observador disse...

Não esqueças a velha máxima: um dia de cada vez.

E que tal um sorriso?

Beijo

Narizinho Lunático disse...

E eu prometo-te, fruto da m***a da experiência, que amanhã não dói tanto. Beijinhos! :)